HOME / Matéria / “Enroscou o disco...”

“Enroscou o disco...”

11/11/2015
Araraquara / SP
Wilson Silveira Luiz
Foto: Divulgação

Durante a digressão pela Colômbia, em 1968, tivemos, nós da Ferroviária, uma passagem pela bela cidade de Barranquilla.

O futebol brasileiro sempre foi muito festejado por lá. O Deportivo Júnior, daquela cidade, era uma das mais respeitadas equipes colombianas.

E como era gostoso a gente sentir de perto o carinho do povo daquele país! Os colombianos nos receberam da melhor maneira possível.

Lembram-se do Escurinho que jogou no Fluminense do Rio? Pois bem! Ele atuava no Deportivo Júnior. Era uma espécie de ídolo local.

No amistoso contra a Ferroviária, muita gente no Estádio e como praxe, a execução dos Hinos dos dois países e o hasteamento dos pavilhões. O capitão da Ferroviária era o nosso considerado Vanderlei Nonato, o Fogueira.

Tudo pronto. O Fogueira com as mãos firmes no cordão de sustentação da Bandeira Brasileira. O serviço de som do Estádio “soltou” o Hino por meio de gravação de acetato. No meio da execução, a agulha “enroscou” e o Hino ficou “dilacerado”.

“Nossos bosques tem mais vida...nossos bosques tem mais vida...nossos bosques tem mais vida. Aí o operador de som, deu uma “empurradinha”... Pátria amada Brasil. E acabou. O Fogueira manteve a pose e subiu o pavilhão, direitinho, certinho. A vergonha foi do pessoal que organizou o espetáculo, particularmente o moço que trabalhou no serviço de som.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.