HOME / Notícia / Kátia Oliveira disputa mais um título na Europa

Kátia Oliveira disputa mais um título na Europa

02/04/2015
Américo Brasiliense / SP
Jonas Bezerra
Foto: Arquivo pessoal

Ela iniciou sua carreira esportiva na escolinha de voleibol de Américo Brasiliense. Passou pela Uniara, Rio do Sul até ir para Europa defender as cores do Clube Desportivo Ribeirense, em Portugal. Como qualquer atleta, ela almejava conquistar o seu espaço em quadra, principalmente quando este espaço estava no Velho Continente, embora tinha receio em não se adaptar à língua e à cultura local.

Foi nessa onda que a meio de rede do voleibol ameriliense, Kátia Oliveira, 28 anos idade, escreveu o seu nome na história do clube português por cinco temporadas e, hoje, busca escrever uma outra história, agora em terras nórdicas. Na entrevista concedida a seguir ao portal Esporte & Lazer, ela confessou ainda que gostaria um dia de voltar a jogar por uma equipe brasileira.

Ida à Europa

Foi um país que me acolheu muito bem, foi minha grande porta de entrada na Europa. Era uma oportunidade única estar fora do país realizando um sonho e sem grandes dificuldades com a língua.

Conquistas lusitanas

 Meu primeiro ano no CD Ribeirense foi muito bom. Conseguimos alcançar o primeiro título da Taça de Portugal. Para mim aquele momento foi único e acredito que para o clube o mesmo. A partir daí, o clube cresceu muito. Eu estava muito feliz com o resultado de tão pouco tempo de trabalho e resolvi logo ficar mais um ano e passei a jogar com o treinador brasileiro Paulo Barreto, hoje técnico do Maranhão na Superliga Feminina. Foi uma experiência única de muito trabalho e muita dedicação aos pormenores da minha carreira. Foram cinco temporadas em que conseguimos alcançar todos os objetivos do Ribeirense: quatro taças de Portugal, três campeonatos nacionais; por dois anos fui eleita a melhor bloqueadora e um ano como a melhor jogadora.

Na França

“É sempre muito difícil nos adaptarmos às diferentes culturas. Depois de Portugal estive um ano na França, onde passei por bons e maus momentos. Isto só me serviu somente para acrescentar na minha carreira e, principalmente, na minha vida.

No momento, Noruega

No momento, estou na Noruega, ainda em competição, fase final de campeonato. A minha equipe é o Stod M. Ganhamos a Liga Nórdica e chegamos ao patamar mais alto que o clube já alcançou. Jogamos as quartas-de-final da Challenge Cup. Acredito que por outros motivos não pudemos ir mais alto, pois poderíamos estar disputando uma das semifinais.

Buscando mais um título

A nossa equipe tem três brasileiras: eu, Amanda Menezes Sá, de Belo Horizonte e esposa do treinador André Menezes Sá. Joguei com ela um ano em Portugal; e, também, a Clarisse Benício Peixoto de Fortaleza com quem joguei na França. Daqui a duas semanas (dias 11 e 12 de abril) estaremos disputando a final do campeonato norueguês contra o Oslo M, e espero que seja um “sucesso”. Quero voltar pra casa com mais um título, tão importante para a minha vida e carreira.

Retorno ao país

Sim, é um desejo! A Europa é maravilhosa. Aqui consegui as minhas principais conquistas e foi muito importante para o meu amadurecimento profissional e pessoal.  Mas, tenho muita saudade do Brasil. Quero um dia retornar e jogar numa equipe daí.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.