HOME / Notícia / Cinco atletas irão conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016

Cinco atletas irão conduzir a Tocha Olímpica Rio 2016

29/10/2015
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Sérgio Pierri

O prefeito Marcelo Barbieri anunciou na tarde dessa terça-feira (27) os cinco atletas escolhidos pela Prefeitura que irão se revezar na condução da Tocha Olímpica Rio 2016: Alex Palhares Viana, Beto Pela Fé, Lauro Chaman, Osmar Alberto Volpe (Pio) e Roseli Gustavo.

“A previsão é de que a tocha passe por Araraquara no dia 18 de julho”, adiantou o prefeito. “Araraquara viverá essa oportunidade única”, disse lembrando que, no lançamento da tocha em Brasília, assistiu um vídeo sobre a condução da tocha em Londres, nas Olimpíadas de 2012. “A vibração dos atletas que carregam a tocha e também do público é uma coisa impressionante! É muito emocionante!”, celebrou Marcelo.

A princípio, a Tocha Rio 2016 percorrerá 7,4 quilômetros em Araraquara. Cada condutor correrá cerca de 200 metros e depois ela será trocada de mãos. Ao todo, de acordo com Marcelo, 38 pessoas conduzirão a Tocha Olímpica em Araraquara, sendo cinco atletas escolhidos pela Prefeitura. “Os demais condutores serão selecionados pela internet, por meio dos sites dos patrocinadores oficiais das Olimpíadas (Nissan, Coca-Cola e Bradesco) e no site do Comitê Rio 2016”, apontou.

O secretário de Esportes contou que Araraquara foi escolhida devido a sua representatividade esportiva. “Será um momento de muito prestígio, afinal as Olimpíadas são o maior evento esportivo do mundo e, este ano, temos a honra de receber os jogos no Brasil”.

Boi lembrou que os atletas escolhidos pela Prefeitura e Câmara “são pessoas com histórias de superação, conquistas, vitórias, sonhos, além de serem exemplos de cidadania”.

Percurso

Segundo o prefeito, a largada será no Ramal de Acesso Heitor de Souza Pinheiro e seguirá por toda a Avenida Padre Francisco Salles Colturato (36), descerá a Rua São Bento (3) passando pela Avenida Brasil e entrando na Rua Nove de Julho (2). A Avenida Bento de Abreu também está no cronograma até a chegada à Arena da Fonte.

No ano que vem o Brasil realizará pela primeira vez na sua história uma edição dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, com a participação de cerca de 4.350 atletas de 178 países. No total, aproximadamente 300 cidades brasileiras receberão a Tocha Olímpica, sendo que em 83 municípios a tocha permanecerá de um dia para outro. Araraquara está entre os municípios selecionados para receber o circuito de rua da Tocha Rio 2016.

Confira os atletas araraquarenses selecionados à condução da Tocha Olímpica Rio 2016

Alex Palhares Viana - O nadador nasceu com glaucoma congênito e tem 24 anos; já participou de três Mundiais Sub-19 nos Estados Unidos, conquistando 14 medalhas, sendo 8 de ouro, 4 de prata e 2 de bronze; integra a Seleção Brasileira principal desde 2014; integrando a Seleção Brasileira, esteve nos Jogos Parapan-Americanos, disputados em agosto, em Toronto, no Canadá, onde conquistou uma medalha de prata nos 50 metros livres e uma de bronze nos 100 metros livres

“É uma honra grande ser escolhido para conduzir a tocha! São 12 anos competindo pela cidade e levando o nome de Araraquara para o mundo: eu amo esta cidade e o que eu faço! Estou contente e realizado e já me sinto parte dos jogos somente pelo fato de conduzir esta tocha!”

 Beto Pela Fé (José Alberto de Mattos Marques) - Funcionário da Fundação Casa, o ultramaratonista tem 50 anos de idade; são 12 anos de disputas e vários pódios conquistados como ultramaratonista, além de premiações como maratonista.

“O maratonista é um mensageiro e eu sou um mensageiro de boas novas, representando uma vida transformada! Na São Silvestre, corro pelo menos 12 km com a placa de Araraquara e sou mais aplaudido que os quenianos!”.

Lauro Chaman (Lauro César Mouro Chaman) - O ciclista de 28 anos foi um dos destaques brasileiros este ano nos Jogos Parapan-americanos do Canadá, onde conquistou duas medalhas de ouro (prova de estrada e contra-relógio) e uma de prata (perseguição individual); em 2014, foi campeão da Copa Brasil Paraciclismo e vice-campeão mundial de estrada nos Estados Unidos; em 2015, foi campeão da Copa Brasil Paraciclismo, quarto colocado no Campeonato Mundial de Pista, prova de perseguição individual na Holanda, vice-campeão da Copa do Mundo de Estrada na Alemanha e sétimo colocado no Campeonato Mundial de Estrada na Suíça

“Obrigado pela oportunidade! Foi uma surpresa e estou muito feliz, ainda mais pelo Ciclismo ser um esporte pouco divulgado. Me inspiro no Argenton, grande atleta araraquarense do Ciclismo, e espero alcançar bons resultados como ele, que foi um guerreiro”.

Pio (Osmar Alberto Volpe) - Atleta profissional de futebol, Pio tem 71 anos e jogou na Ferroviária de 1963 a 1969, conquistando diversos títulos, entre eles o Tricampeonato Paulista do Interior, quando conseguiu o acesso para a elite do futebol paulista em 1965; ponta-esquerda do Palmeiras, de 1969 a 1973, jogou ao lado de vários talentos da época, como Dudu e Ademir da Guia, e conquistou vários títulos, como Robertão em 1969, Paulista e Brasileiro invicto em 1972, Taça dos Invictos e Troféu Ramón de Carranza, na Espanha. Pio jogou também no Santa Cruz de Recife, de 1974 a 1978, no Colorado de Curitiba, de 1979 a 1981, no Sãocarlense, em 1981, e no Novorizontino, em 1982, onde encerrou sua carreira no futebol.

“Ser escolhido entre tantos atletas da cidade é muito significativo. No início da minha carreira estive em Atenas, na Grécia; agora é a Grécia que vem até aqui com a tocha!”

 Roseli Gustavo (Roseli Gustavo do Carmo da Silva) - Tem 43 anos e jogou 10 anos pela Seleção Brasileira de Basquete onde, na década de 90, conquistou os principais títulos: campeã do Panamericano em 1991 em Cuba, campeã mundial em 1994 na Austrália e vice-campeã olímpica em Atlanta; foi também tetracampeã sulamericana e bicampeã no Mundial de Clubes pela Ponte Preta/Campinas em 1993/1994; atualmente coordena o Projeto Roseli de Basquete, voltado para meninas de 10 a 15 anos em Araraquara. Em 1 de outubro deste ano foi criado o Instituto Roseli Gustavo

“Estou representando as mulheres nesse quinteto. Fico muito feliz com o reconhecimento da cidade, afinal Araraquara é a cidade que sempre morei e é especial. O espírito olímpico já começa a aflorar. Eu já estive nas Olimpíadas e tenho uma medalha... estou orgulhosa de passar por tudo isso e ser lembrada”.

 

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.