HOME / Notícia / Criada Liga Sub-20 de Futebol Feminino

Criada Liga Sub-20 de Futebol Feminino

12/03/2016
Araraquara / SP
Jonas Bezerra

Com clubes de camisa como Vasco da Gama, Coritiba e Criciúma, Liga começa no final de março. Congresso de abertura acontece neste final de semana com presença da ex-jogadora da Seleção Brasileira e medalhista Olímpica, Daniela Alves.

Com presença de doze clubes, incluindo Vasco da Gama, Coritiba e Criciúma, a 1ª Liga Feminina de Futebol Sub-20 do Brasil será realizada entre os meses de março e junho. A primeira fase do torneio conta com jogos em Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Criciúma e Curitiba e reúne, além dos três clubes já citados equipes tradicionais do Futebol feminino como o Aliança (GO), Caucaia (CE), Iranduba (AM), Juventus (CE), Duda/Canoas (RS), Foz Cataratas (PR), Adeco (SP), Ferroviária (SP) e São José (SP).

A competição é a primeira na história do País a reunir os chamados clubes de camisa e algumas das mais tradicionais associações do futebol feminino, em uma competição de base, que reúne representantes das cinco regiões geográficas do Brasil, sendo promovida pela Associação Cuebla, de São Paulo, com apoio do Ministério do Esporte. 
A Liga teve uma grande procura por parte de clubes interessados na participação, e a Associação Cuebla teve que definir critérios transparentes para a escolha e classificação das equipes, já que não existiram competições nacionais prévias.

Seguiram-se então critérios semelhantes aos do Campeonato Brasileiro de Futebol feminino promovido pela CBF, com algumas diferenças. O primeiro critério, previsto no chamamento Público do Ministério do Esporte foi a participação de representantes das 5 regiões administrativas do país.

Definido o número ideal de 12 participantes, seguiu-se o critério de reserva de três vagas para equipes de futebol profissional masculino nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro, e dos melhores classificados no Ranking Nacional de Clubes da CBF de 2016, com pontos extras para as equipes que tivessem cedido atletas para as Seleções Oficiais da CBF, em suas diversas categorias.

Clubes importantes do futebol feminino do Brasil, como o Guarani/Valinhos, e ao atual Campeão Brasileiro da categoria adulta, o Rio Preto, acabaram ficando sem vagas devido ao ranqueamento. Cientes do problema, os dirigentes da Cuebla já se mobilizam para que na próxima edição possam haver eliminatórias estaduais em estados com grande número de interessados, como São Paulo, que conta com três participantes.

A competição será realizada em quatro fases, sendo que na primeira fase os clubes serão divididos em três grupos com quatro equipes cada. As equipes se enfrentam em dois turnos e as duas melhores equipes, mais as duas melhores terceiras colocadas, avançam para a segunda fase, chamada de quadrangulares finais.

Nessa etapa, os times serão divididos em dois grupos com quatro times cada e os dois melhores avançam para a semifinal. A partir daí serão jogos eliminatórias, com os dois vencedores disputando a final e os perdedores jogando 3º e 4º.

A primeira etapa da Liga Feminina de Futebol Sub-20 será realizada entre os dias 30 de março e 03 de abril com as equipes das Regiões Norte/Nordeste/Centro Oeste. Fortaleza sedia os jogos envolvendo Aliança, Iranduba, Caucaia e Juventus. Entre os dias 6 e 10 de abril, as equipes da Região Sul se enfrentam em Criciúma, com jogos entre a equipe da casa, Coritiba, Duda/Canoas e Foz Cataratas. Na semana seguinte, entre 13 e 17 de abril, as equipes da Região Sudeste, Vasco da Gama, Ferroviária, São José e Adeco, se enfrentam na capital paulista.

No mês de maio todos as equipes voltam a se encontrar ainda dentro dos próprios grupos para definir as oito equipes que avançam para os quadrangulares finais. A sede de Fortaleza permanece, enquanto as equipes da Região Sul jogam em Curitiba e as da Região Sudeste no Rio de Janeiro, a segunda etapa.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.