HOME / Notícia / O desmanche corintiano

O desmanche corintiano

07/01/2016
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Divulgação

Depois da grande conquista do Campeonato Brasileiro de 2015, o Corinthians terá que reformular todo o elenco para disputar as competições deste ano, principalmente a Taça Libertadores da América.

Os principais nomes do time do Parque São Jorge estão indo embora. O último deles é o de Vagner Love que assinou com o Monaco. A informação foi confirmada pelo estafe do atleta. Agora, o Corinthians espera o pagamento de multa 1 milhão de euros (R$ 4,38 milhões) para que a transferência seja oficializada. 

Depois do acerto com time francês, o centroavante foi liberado do treinamento na tarde de quinta-feira (7) e foi ao clube para se despedir dos funcionários e companheiros. É mais um capítulo no desmanche alvinegro pós-título brasileiro. 

Sua liberação foi acertada em reunião de Roberto de Andrade, presidente corintiano, com Evandro Ferreira, empresário do jogador, no fim da manhã no CT Joaquim Grava.

Vagner Love tem contrato até o fim do primeiro semestre, mas em seu plano de carreira estava regressar ao futebol internacional na temporada 2016. Depois de ser sondado pela China, o atacante foi procurado pelo Monaco, seu segundo clube europeu. Antes, Love também jogou no CSKA Moscou-RUS.

Edu Dracena, Ralf, Jadson e Renato Augusto são baixas já confirmadas no campeão brasileiro. O goleiro Cássio está com tudo encaminhado para jogar no Besiktas-TUR e já assinou contrato e o zagueiro Gil é o principal nome de Mano Menezes para reforçar o Shandong Luneng-CHN. Se confirmadas todas as saídas, serão sete baixas no elenco de Tite, sendo seis titulares. 
Em contrapartida das baixas desta quinta-feira, o zagueiro Vilson, ex-Palmeiras e Grêmio e que estava na Chapecoense, acertou e já treina com o time nesta sexta-feira (8).

Efeito China

"Primeiro que, todos nós do clube, fomos surpreendidos com essas saídas porque tentarei ser bem didático na explicação para que todos entendam. O futebol chinês trabalha diferente de qualquer outro clube. O futebol chinês se acerta com o atleta, seduz com valores expressivos e o clube toma ciência disso meia hora antes de falar que vai embora. Não existe defesa. Podemos perder cinco, seis, sete, todos que forem requisitados nessa situação. Quero que entendam que não é postura do clube, nosso planejamento contava com todos os atletas", lamentou o presidente.

Além dos que já foram embora, existe a possibilidade do cluber perder mais atletas que foram importantes na conquista do último Campeonato Brasileiro, casos de Cássio, Ralf e Gil.

"Ralf está praticamente fora. É a mesma situação. Assinou pré-contrato, vai pagar multa e foi embora. Não tem papel. Gil, Elias e Cássio são sondagens. Isso pode virar negócio, mas por enquanto existem sondagens. Elias voltou das férias, disse que não tem nada e a gente acredita nele. Fica quem quer, quem não quer pode ir embora. Não preciso falar o tamanho do Corinthians", explicou.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.