HOME / Notícia / Receita Federal apreende motos em corrida de motocross

Receita Federal apreende motos em corrida de motocross

23/02/2016
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Luís Bueno

A apreensão de motos sem notas fiscais ocorreu em evento na cidade de Atibaia

Uma operação da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal apreendeu mais de 40 motos em Atibaia, interior de São Paulo, neste final de semana, domingo (21), durante a segunda etapa da Copa Verão IMS de Motocross.

A fiscalização buscou por motos sem nota fiscal, importadas ilegalmente, sem a recolha de impostos, e até mesmo por motos nacionais que estavam sem documento.

De acordo com o fotógrafo Luís Bueno, que estava no local e cedeu as imagens para esta matéria, “foi uma operação muito bem elaborada, cheia de detalhes e coincidências pois as equipes em terra contavam com apoio aéreo e também de policiais em terra disfarçados junto ao público, nenhuma moto escapou, nem mesmo as que em um momento de desespero foram escondidas na mata”, como escreveu em seu perfil de Facebook.

A operação foi semelhante a que aconteceu em 2014 no Mato Grosso do Sul. Na época, 11 motos foram apreendidas durante uma etapa do campeonato estadual e o BRMX entrevistou o supervisor do Núcleo Operacional de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal de Campo Grande, MS.

– Verificamos primeiro o chassi. Se tem adulteração, as motos são apreendidas. Olhamos as notas e investigamos, entramos em contato com a empresa importadora, checamos se a nota tem procedência, observamos a regularidade da mercadoria. Se tudo estiver certo, a mercadoria é liberada – garantiu, à época, Guilhermo Cardoso, o supervisor.

Outro fato importante é que a partir do dia 27 de junho de 2014 passou a vigorar uma lei que diferencia a pena entre contrabando (importação e exportação de produtos proibidos, como drogas e armas) e descaminho (sonegação de impostos), que se aplica ao caso das motos.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.