HOME / Notícia / Wendell Lira sai do ostracismo para brilhar

Wendell Lira sai do ostracismo para brilhar

11/01/2016
Araraquara / SP
Jonas Bezerra

A imprensa esportiva brasileira “baba-ovo” teve que engolir a premiação de um jogador brasileiro, de 26 anos de idade. Wendell Lira, vencedor do Prêmio Puskás, não era nenhum dos grandes nomes do futebol mundial que movimenta bilhões de dólares no mercado.

O gol que premiou o atual jogador do Vila Nova-GO que irá disputar a Série B do Brasileiro, na época jogava no Goianésia-GO, desbancou Alessandro Florenzi (Roma) e Lionel Messi (Barcelona).

Até então desconhecido pela mídia esportiva brasileira, Wendell Lira havia passado pelas categorias de base do Goiás e da Seleção Sub-17 do Brasil, quando fez amizade com Alexandre Pato.

Chegou a jogar pelo Tombense, na Série C, mas não ficou. Nenhum clube o queria. Ele chegou a abandonar a carreira e foi trabalhar numa lanchonete em Goiânia para cuidar da família.

No pior momento da carreira, veio a indicação ao Prêmio Puskás 2015. Em uma eleição aberta com mais de 1,6 milhão de votantes, ele bateu Messi, Tevez e outros figurões, venceu o prêmio Puskas na festa de gala da Fifa e fez história.

"É o melhor dia da minha vida. Poder estar aqui conhecendo grandes jogadores que são meus ídolos, que conhecia só de videogame. Queria agradecer minha família, nação brasileira que votou em mim, minha esposa e minha filha", disse Wendell Lira, que citou a Bíblia ao receber o prêmio.

Wendell Lira está longe dos grandes berços do futebol brasileiro e mundial. Mas, hoje, ele é o grande nome global, frequentando o mesmo espaço de nomes como Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, finalistas da Bola de Ouro.

Ganhadores do Prêmio Puskas: em 2009, Cristiano Ronaldo (Portugal); em 2010, Hamit Altintop (Turquia); e, 2011, Neymar (Brasil); em 2012, Miroslav Stoch (Rússia); em 2013, Zlatan Ibrahimovic (Suécia); em 2014, James Rodriguez (Colômbia); e, em 2015, Wendell Lira (Brasil).

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.