80%
Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Matéria / Arenas vazias

Arenas vazias

23/03/2015
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Reprodução/Internet

Para o diretor de Comunicações da Fifa, Walter de Gregório, o Mundial era um grande negócio. Agora sabemos para quem.

O Brasil promoveu a Copa das Copas e o evento foi o mais lucrativo da história. Segundo o jornal o Estado de S.Paulo, a sua receita foi de R$ 16 bilhões e os lucros ficaram acima dos R$ 8 bilhões. Deste montante, o país ficou somente 2% que serão destinados a projetos sociais.

No entanto, em recente reunião da Fifa que aconteceu em Zurique, em pauta o Mundial de 2018, 2022 e 2026. Indagada sobre os estádios vazios brasileiros, dirigentes da entidade, sorridentes, disseram: “Isso é problema do Brasil”.

Bem, das 12 arenas construídas para o evento, seis estão praticamente vazias e geram um alto custo. No caso da Arena da Amazônia, os clubes locais não mandam seus jogos para nela devido ao alto custo.

Resumindo o imbróglio: as contas sobraram novamente para o povo. Estádios superfaturados, ociosos num país que é visto pelos dirigentes da republiqueta tupiniquim. Tem sentindo! Lembrem-se do legado da Copa? Aí está ele: uma conta que teremos que pagar por longos anos e o principal: de que caímos no conto do vigário.

Olimpíadas 2016

Sem querer ser mais desesperador e nem fazer previsões pessimistas, mas como ficarão as instalações olímpicas pós-Olimpíadas 2016. Este filme já foi contado pelos Jogos Pan Americanos de 2007, no país. Gastaram R$ 4 bilhões para a realização do evento - nos Jogos de Guadalajara, em 2011, foram gastos R$ 400 milhões - e após as instalações ficaram, praticamente, abandonadas.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.