80%
Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Notícia / Araraquara, a cidade do beach tennis no interior

Araraquara, a cidade do beach tennis no interior

16/09/2019
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Jonas Bezerra

“O mundo do beach tennis conhece mais a cidade, do que a cidade o beach tennis” (Juca BT)

O beach tennis é um dos esportes que mais cresce no Brasil e Araraquara é um dos grandes pólos da modalidade. A cidade possui a melhor estrutura para a realização de grandes eventos no gênero e tem grandes nomes no cenário internacional.

Para falar um pouco do esporte, o portal entrevistou Plácido Russo – o Juca BT, responsável para trazer o esporte à Morada do Sol e, atualmente, é técnico da seleção juvenil brasileira.

Surgido na Itália em 1987, o beach tennis chegou ao Brasil em 2008. “Foi uma febre nas praias de Santos e Rio de Janeiro, na época dois grandes pólos do esporte. O meu primeiro contato com o esporte em novembro de 2012. Em dezembro estava em Araraquara e, em março de 2013, montei a primeira escolinha no Clube Melusa”, explica Juca.

O projeto cresceu e, em abril de 2014, iniciou o projeto na então academia Play Tennis, que depois passou a Play Beach Tennis, a principal arena do esporte do País. Ali permaneceu até 2018.

Hoje, Juca leciona nas quadras do Clube da Sasda e treina atletas amadores da cidade, além de profissionais e da Seleção brasileira. Entre os atletas profissionais estão os de Isabela Garrido, Júlia Nogueira e os irmãos Augusto, Gustavo e Hugo Russo.

Indagado porque Araraquara, uma cidade do interior, se tornou uma referência no beach tennis, Juca ressalta que a proposta inicial não foi somente a de formar atleta, mas também a de trazer a família do atleta para o esporte. “Quando iniciei o projeto na cidade sempre tive em mente de fazer diferente do que acontecia no Rio e em Santos. Trazer o atleta e sua a família para o esporte, desenvolver o espírito “fair play”. Ou seja, algo que fosse além de um ambiente esportivo. A partir daí o beach tennis começou a crescer e hoje temos centenas de praticantes na cidade e região”.

Juca menciona ainda que outro ponto foi primordial para que o esporte começasse a ganhar evidência foi trazer atletas renomados para cidade para clínicas e palestras. “Esses atletas são referências no esporte e para os futuros praticantes. Thales Santos, Marcus Ferreira, Marcela Evangelista, Narck Rodrigues (hoje, técnico da seleção principal do Brasil), Joana Cortez, Samantha Barijan e Alessandro Calbucci... Todos estiveram em Araraquara”.

Um dos grandes nomes do esporte, o técnico da seleção juvenil brasileira ressalta a importância de sempre estar buscando conhecimento no esporte. “O beach tennis é um esporte novo, surgiu recentemente e existe pouco biografia sobre. A gente tem que estar constantemente estudando, pesquisando sobre. Isso tem sido fundamental para que o Brasil ser tornasse uma das grandes forças na modalidade”.

No Brasil

O Brasil é uma das grandes forças do beach tennis ao lado da Itália, Rússia, Espanha, Alemanha, França e Venezuela. No país, o esporte é destaque no litoral nordestino, nos estados do Sul, Mato Grosso do Sul, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo.

Vini Fonte foi o primeiro brasileiro a vencer um mundial e o primeiro atleta não-italiano a liderar o ranking da Federação Internacional de Tênis (ITF), em 2014. No mesmo ano, no feminino, Joana Cortez e Samantha Barijan lideravam o ranking no feminino.

BRASIL / RANKING ITF (9/9/2019)

Feminino: 1º) Rafaella Miiller (5º); 2º) Joana Cortez (10º); 3º) Marcela Vita (11º), 4º) Samantha Barijan (18º); 5º) Flávia Muniz (20º); 6º) Lorena Melo (28º); 7º) Raquel Iotte (35º); 8º) Nathália Costa (59º); 9º) Flávia Deboni (79º); 9º) Isadora Simões (79º); 10º) Júlia Nogueira (82º); 11º) Isabela Garrido (88º); 12º) Isabelle Vechi (91º); e, 13º) Agatha Wanderley (96º)

Masculino: 1º) Vini  Fonte (11º); 2º) André Baran (13º); 3º) Thales Santos (17º); 4º) Marcus Ferreira (18º); 5º) Diogo Carneiro (36º); 6º) Manuel Ringlstetter (37º); 7º) Alex Mingozzi (54º); 8º) Raffael Barretto Agulha (57º); 9º) Allan Oliveira (57º); 10º) Daniel Schmitt (64º); 11º) Tiago Tavares (68º); 12º) João Lauro Carneiro (73º); 13º) Rodrigo Grilli (77º); 14º) Airton Rodrigues (81º); 15º) Vinícius Chaparro (95º); 16º) Luiz Gimpel (99º); 17º) Guilherme Coli (99º); e, 37º) Gustavo Russo (176º)

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.