• | Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Notícia / Em Araraquara, Ballet Stagium comemora 45 anos

Em Araraquara, Ballet Stagium comemora 45 anos

18/05/2016
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Arnaldo J. G. Torres

Na comemoração de seus 45 anos de atividades, o Ballet Stagium traz para Araraquara o espetáculo "O Canto da Minha Terra". Marika Gidali e Décio Otero se lançam à tarefa de explorar, através da dança, toda a poesia que ecoa na música. O universo sonoro de Ary Barroso (1903-1964) é o fio condutor do espetáculo, que aproxima o compositor de outros ícones nacionais como Geraldo Vandré, Chico Buarque, Luiz Gonzaga, Quinteto Violado, Milton Nascimento e Elis Regina.

Em 1971, enquanto o teatro, o cinema e a música popular eram amordaçados pela censura da ditadura militar, o Stagium recusa o colonialismo e a alienação de então, decidindo seu destino. Nos passos do Teatro Oficina, do Arena e do Cinema Novo, que não podiam se manifestar, percorre um caminho diferente daquele que havia pautado a dança no Brasil, impondo-se como a mais gratificante experiência no gênero.

Esse trabalho se inicia quando, naquele ano, os diretores Marika Gidali e Décio Otero se unem para uma série de programas didáticos sobre as diversas vertentes da dança na TV Cultura de São Paulo. Dia 23 de outubro de 1971 é considerado o marco inicial da Companhia. Seus 45 anos foram marcados pelo trabalho e dedicação de diversos artistas e colaboradores, fazendo do Stagium o que ele é e representa hoje para a cultura Nacional.

Em suas criações, utilizando vertentes universais da dança, com aspectos tipicamente brasileiros, o Stagium conquistou um vasto público em todo país – público esse, até então, muitas vezes avesso às manifestações coreográficas.

Suas produções adaptáveis aos mais diversos tipos de espaços permitiram e permitem que sejam feitas apresentações em pátios de escolas públicas das periferias dos grandes centros, em favelas, igrejas, praias, hospitais, estações de metrô, num palco flutuante armado no lago do Ibirapuera, em presídios, nas unidades da antiga FEBEM, no chão batido das terras indígenas (Posto Leonardo, Alto Xingu), num convés da Barca Juarêz Távora, durante 15 dias no rio São Francisco…

Os diretores Marika e Décio trabalham desde 1974 num grande estúdio na Rua Augusta, na cidade de São Paulo, desenvolvendo um programa de pesquisas em várias linguagens de dança.

Espetáculo: "O Canto da Minha Terra" - 21/5, sábado, às 20h. No Teatro. Recomendação etária: livre. Grátis. R$5,00 (Credencial Plena); R$8,50 (Aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante); e, R$ 17,00 (Inteira);

Oficina: Stagium- 45 anos - Através do corpo e técnicas de dança a oficina provocará um diálogo entre pesquisa/ação e uma reflexão sobre a dança no Brasil e da trajetória dos 45 anos do Ballet Stagium. 21/5, sábado, às 10h. Na Sala de Expressão Corporal. Grátis. Recomendação etária: 14 anos.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.