• | Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Notícia / Entrevista exclusiva com Isadora Marie Williams

Entrevista exclusiva com Isadora Marie Williams

26/04/2015
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Divulgação

Esta bela jovem, de 19 anos, 1,55m de altura, conseguiu um dos grandes feitos na patinação brasileira: levar o País a participar pela primeira vez de uma Olimpíadas de Inverno.

Filha da brasileira Alexa Williams e do norte-americano Charles Williams, Isadora Marie Williams representou o Brasil nas Olimpíadas de Sochi, Rússia, em 2014, na patinação no gelo. Mesmo com o sonho não realizado de conquistar a primeira medalha para o país no evento, ela já escreveu o seu nome na história.

Irmã de Sophia Williams, de 13 anos, Isadora iniciou cedo. Aos cinco anos e contra a vontade de sua mãe ela o deu os primeiros passos no esporte. Em 2008, acabou descoberta pelo patinador olímpico russo Andrey Kryukov, que se tornou seu técnico. Hoje, além das conquistas no esporte, o seu maior sonho é popularizar a modalidade no Brasil.

Para saber um pouco mais desta atleta anglo-brasileira, mas que traz na alma as raízes de nossa cultura, Isadora concedeu uma entrevista exclusiva ao Portal Esporte & Lazer, diretamente dos Estados Unidos. Leia, a seguir, a entrevista na íntegra:

Você foi a primeira patinadora a representar o Brasil numa Olimpíadas, a de Sochi. Conte-nos como foi essa experiência?

Isadora - Foi algo quase surreal para mim. Eu tinha somente 17 anos quando fui tentar era a última chance de conseguir a vaga para o Brasil. Foram 35 atletas disputando as últimas vagas para as olimpíadas. A repescagem foi na Alemanha - Oberstdorf - Nelbelhorn Tropy 2013. Na abertura oficial dos Jogos Olímpicos caminhar de mãos dadas com os meus companheiros de equipe foi o meu melhor presente de aniversário por que eu completei os meus 18 anos em Sochi.

Como é a relação de Isadora com o Brasil? Por que esse desejo de representar o país?

Isadora - Eu tenho dupla cidadania: norte-americana/brasileira. Eu sempre tive este sonho de representar o Brasil numa olimpíadas de inverno e divulgar o esporte lá. Eu tenho sangue brasileiro nas veias, adoro o Brasil, a minha família brasileira mora em Belo Horizonte, Minas Gerais. Eu adoro as minhas tias e tios primos e primas estamos sempre em contato.

Se um dia houvesse a possibilidade de optar entre Estados Unidos ou Brasil para competir, qual seria a sua escolha e por quê?

Isadora - O Brasil sem sombra de dúvida. Eu tinha em mente introduzir o esporte lá e através da imprensa brasileira que fez uma grande cobertura dos jogos olímpicos de Inverno em Sochi acho que a patinação artística caiu no gosto dos brasileiros, até hoje ainda sou solicitada para dar entrevistas, contar a minha história para programas de esportes. A minha confederação a CBDG (Confederação Brasileira de Desportos no Gelo) está me apoiando nos treinos e nas competições do ISU. Eu fui a primeira a representar o Brasil numa competição de inverno. Isto significa muito para mim.

Como é a Isadora atleta?

Isadora - Eu treino 3 horas por dia, tenho toda uma rotina para cumprir diariamente. Pratico os meus programas diariamente para desenvolver a memória muscular e a consistência. Não gosto de cometer erros, Mas as vezes a pressão de competir e ter que fazer uma boa apresentação sair bem deixa a gente bem nervosa. A patinação e um esporte de precisão por isto tenho que treinar muito.

Em quem você se espelha para competir?

Isadora - Eu admiro muito duas patinadoras Yuna Kim (Coreia do Sul) e a Karolina Kostner (Itália). Elas são um bom exemplo de coragem e muita dedicação ao esporte.

Como escolhe sua música-tema?

Isadora - Eu escuto várias músicas e faço uma pré-seleção das que gosto mais. Daí, minha coreógrafa e eu começamos a elaborar a coreografia dos programas. A música vem de inspirações de filmes, peças de teatro, peças de balé.

Um sonho enquanto atleta?

Isadora - Subir ao pódio novamente. Consegui uma medalha de Bronze para o Brasil na competição Golden Spin - Zagreb, em dezembro de 2012.

Como vê a patinação no Brasil?

Isadora - Evoluindo e muito. Quando fui em São Paulo fazer o show Patinação das Estrelas no Ginásio do Ibirapuera. Conheci brasileiros superdedicados, sérios e apaixonados pelo esporte. A pista de gelo foi preparada por brasileiros e a dedicação deles para que o show se tornasse um sucesso foi fundamental.

Além da comida, o que admira no país?

Isadora - Dos brasileiros que são pessoas muito alegres e gostam de cantar e dançar. E uma alegria contagiante. Eu adoro as praias do Brasil, o clima tropical, água de coco, brigadeiro, coxinha, pão de queijo, guaraná, café. A minha lista e infinita.

Qual atleta brasileiro que você é fã?

Isadora - O Cesar Cielo, ele conseguiu conquistas inéditas num esporte muito concorrido que e a Natação. Admiro demais os atletas da ginástica o Arthur Zanetti, a judoca Sarah Meneses, Edson Bindilatti do Bosled, Isabel Clark Snowbording.

Galeria de Fotos

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.