80%
Você está ouvindo: Rádio PWZ

HOME / Notícia / O Cinquentenário do Gigantão

O Cinquentenário do Gigantão

12/10/2019
Araraquara / SP
Jonas Bezerra
Foto: Jonas Bezerra

Uma grande homenagem aconteceu na última sexta-feira (11)

Um dos templos do esporte de Araraquara e um dos principais do Estado, o Ginásio de Esportes “Castelo Branco” – o Gigantão completou 50 anos de história. Na sexta-feira (11), A Fundesport preparou uma grande festa comemorativa. Com início às 19h30, a homenagem marcou ainda abertura da 49ª edição dos Jogos da Primavera. Atletas em técnicos de todas as modalidades da Fundesport marcaram presenças.

Após a entrada das escolas que irão participa dos Jogos da Primavera 2019, houve acendimento da pira olímpica. A tocha foi conduzida pela ex-atleta e professora de vôlei, Jucerlei Santos Tilcailo e pelo Professor Hélio. O juramento do atleta foi feito pela atleta, Marcelo Rossato Volpe.

Várias homenagens foram realizadas na grande noite pelas autoridades presentes. Grupos de ginásticas da Fundesport, coral e a Banda Marcial “Chiquinha Gonzaga” deram um brilha a mais na quadra do Gigantão. O encerramento da festa, um jogo de confraternização com ex-atletas do vôlei araraquarense.

Histórico:

Projetado pelos engenheiros Luiz Ernesto do Valle Gadelha e Jonas Faria, a partir de 1966, para ser referência esportiva no interior paulista, o Ginásio de Esportes Castello Branco (Gigantão) ao longo de cinco décadas tornou-se o palco das emoções de Araraquara.

Inaugudo em 11 de outubro de 1969, pelo então prefeito Rubens Cruz, encheu de orgulho os araraquarenses e motivou ainda mais os atletas da Comissão Central de Esportes (CCE), que se preparavam para os 34º Jogos Abertos do Interior.

Depois dos Jogos Abertos vieram o Campeonato Feminino de Basquete (1971), Campeonato Sul Americano de Basquete Juvenil Masculino (1975), campeonatos paulistas e nacionais de vôlei com a equipe Lupo Náutico (década dos anos 1990), campeonatos paulistas e nacionais de basquete (Uniara).

“Minha maior emoção no Gigantão foi narrar a vitória do Brasil na final do Campeonato Sul Americano Juvenil, diante da Argentina, para a Rádio Voz Araraquarense e em cadeia com várias rádios da América do Sul”, relata o jornalista Wilson Silveira Luiz, de 81 anos.

Comentário(s) - 0

Seja o primeiro a comentar.